Novo normal: tendências para empresas

Novo normal é um termo que tem sido falado a exaustão no cenário que nos encontramos. Com o início da vacinação no Brasil, vale a pergunta: o que deve acontecer com as empresas quando voltarmos à nossa realidade? Será que tudo será como antes? O que muda? O que permanece? Como as empresas devem agir nesse sentido? Confira nossa reflexão no conteúdo de hoje.


Novo normal, o que é?

Além de um termo já bem desgastado, é a tentativa das pessoas de ilustrarem as sensações e mudanças diante do cenário pandêmico. Muito se filosofou sobre as lições que a pandemia trouxe, mas o que estamos enxergando – de fato – na prática?
O que está totalmente diferente nesse novo normal? O que mudou durante um período, mas já segue como era antes? O que ficou intacto?
No cenário empresarial, muita coisa mudou.


O que mudou para as empresas?

– O fator principal diz respeito ao home office. Muitos empresários tinham a falsa impressão que só conseguiria bons resultados se reunisse a equipe inteira em um espaço físico em comum. A pandemia mostrou que trabalhar de casa pode ser excelente para os dois lados. O funcionário evita o deslocamento, ganha qualidade de vida e o empregador elimina boa porcentagem dos custos fixos.


– Como as pessoas precisaram ficar em casa, o digital aumentou estrondosamente sua importância. Marketing offline ficou restrito, basicamente, a TV e rádio. As publicidades que estão alcançado o público de maneira mais eficaz envolvem as redes sociais e influenciadores digitais.

– A solidariedade e a preocupação das empresas por pautas que vão além do lucro já eram pontos que os consumidores valorizavam e, com a pandemia, isso foi reforçado. As pessoas precisam ver grandes organizações ajudando a sociedade em que estão inseridas e não apenas querendo vender seus produtos/serviços.


– “Adaptar” sempre foi um verbo importante no meio empresarial, entretanto, diante de um cenário caótico, a mudança rápida de rota separou as empresas que faliram das demais. Foi necessário criar novas formas de comunicação com o cliente, novas maneiras de vender, entre outros pontos.

Muitos desses pontos (como o atendimento mais digital), mesmo após a liberação total de circulação de pessoal, devem seguir como agora. As pessoas se acostumaram (e gostaram) com certas facilidades adquiridas no período.

E você, o que acha que mudou? O que ficou? Precisa de ajuda para adaptar seu marketing ao novo normal? Basta enviar email para contato@entrelinhasmarketing.com.br

Leave A Comment